Religião no ambiente de trabalho

Sou ateu e digo graças a Deus!

Digo Amém depois que alguém espirra.

Digo “Minha Nossa Senhora” quando há algo errado.

Digo “Deus me livre” quando não quero algo pra mim.

E digo que Deus está no comando para aqueles que acreditam N’Ele (viu como eu sei respeitar a religião?).

Vivemos em um país majoritariamente católico e, mais ainda, majoritariamente cristão.

Vou deixar alguns dados aqui:

Dados de 2010 (Censo do IBGE):

– Católica Apostólica Romana: 64,6%

– Evangélicas: 22,2%

– Espírita: 2%

– Umbanda e Candomblé: 0,3%

– Sem religião 8%

– Outras religiosidades: 2,7%

Ou seja, a chance de você encontrar alguém em seu caminho que acredita em Deus é maior do que 85%.

No meu dia-a-dia eu me adapto às situações.

Outro dia mesmo, estava conversando com a faxineira que trabalha em meu andar e ela estava contando um caso triste. Como eu sei que ela é católica fervorosa e sempre cita Deus, resolvi confortá-la de modo que lhe convém. Resultado: ela ficou muito feliz com minhas palavras e está me tratando melhor do que antes.

As pessoas ao meu redor não sabem sobre meu ateísmo e eu não faço questão de falar. Já tive minha fase rebelde de discutir religião, mas logo percebi que isso não leva a nada. Geralmente vou seguindo o “fluxo” e isso tem me levado longe.

Desejo Feliz Natal (Boas Festas é ridículo, o feriado é explicitamente por causa do nascimento de Cristo).

Desejo Feliz Páscoa (de novo, todos sabem o motivo do feriado!)

E até desejaria algo no feriado de “Corpus Christi”, mas eu sinceramente não sei do que se trata.

No dia a dia já vi pessoas discutindo sobre religião em ambiente de trabalho e, na boa, não leva a nada.

Não sou menos ateu por usar o nome de Deus e provavelmente sou uma das pessoas que menos O cita em vão, simplesmente pelo fato de que eu só uso essas expressões perto de quem acredita.

Enfim, post rápido, aconteceram diversas danças das cadeiras no meu trabalho e chegou a minha vez de sentar em uma. Conto sobre tudo isso no fechamento do mês. 

Por enquanto estou recebendo apenas o ônus do cargo de chefia. Caso eu não tenha um aumento salarial em menos de 3 meses (temos que mostrar resultado) vou começar a ser mimizento em meu blog igual ao Viver de Construção é no dele. 

Abraços e fiquem com Deus (se você acredita )

[Total: 4    Média: 4/5]
Compartilhe!

Meu 1° Milhão

O site "Meu 1° Milhão" mostra a caminhada rumo ao primeiro milhão de reais, através de disciplina, trabalho, economia e juros compostos. Acompanhe essa trajetória!

6 comentários em “Religião no ambiente de trabalho

  • julho 13, 2017 em 10:01 am
    Permalink

    Fala M1M,

    Corra atrás do aumento, como disse nosso mestre e coaching em carreira Executivo Pobre, assumir novo desafios sem ter a remuneração alterada é a pior promoção. Foi a que eu recebi e venho sofrendo diariamente.

    Religião, futebol, política: Melhor não discutir e poupará estresses desnecessários.

    Abraço

    Resposta
    • julho 13, 2017 em 6:52 pm
      Permalink

      “Foi a que eu recebi e venho sofrendo diariamente.”
      Eh exatamente disso que estou fugindo… ja me dei um prazo. Se ate la eu nao tiver recebido o bonus, iniciarei o “plano fgts a la pobreta””
      Abracos!

      Resposta
  • julho 13, 2017 em 12:28 pm
    Permalink

    Sou ateu e faço a mesma coisa, tirando a parte de citar Deus para reconfortar as pessoas. Ainda não consegui chegar nesse estágio. Me sinto hipócrita fazendo isso.

    Abraço!

    Resposta
    • julho 13, 2017 em 6:53 pm
      Permalink

      Acho que depende. Geralmnete faço isso com pessoas mais velhas. Acho que nao custa nada e as pessoas se sentem bem…

      Resposta
  • julho 13, 2017 em 5:37 pm
    Permalink

    Eu penso e ajo igual. Não precisa colocar o nome de deus pra confortar ninguém. Falando sinceramente e com empatia se passa a mesma mensagem.

    Resposta
    • julho 13, 2017 em 6:55 pm
      Permalink

      Entao, como comentei acima, acho que depende.

      Venho de uma familia catolica fervorosa, minhas tias mais velhas sao todas assim. No comeco eu me incomodava e tals, so que faz bem pra elas. Mtas ja estao no fim da vida e se sentem melhor pensando em Deus.

      Enfim…

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar
Esconder