1 milhão em 2024 ou 2032?

 

Olar amigos! 

Hoje encontrei uma projeção que havia realizado no passado, em 2013!

Comecei a investir de verdade apenas no final de 2012. Antes disso eu achava a “Poupança antiga” o investimento mais seguro e com melhor custo x benefício.

Ainda bem que o tempo passou e eu já não penso mais assim!

Então, nesta projeção estimei que teria meu primeiro milhão de reais no longínquo ano de 2024, ou seja, 11 anos depois que eu comecei a investir de verdade. Mas….

E aí, será mesmo que terei meu 1º milhão até lá!?

Infelizmente, não. Quer dizer, nominalmente, sim. Realisticamente, NÃO!

Olhando esses números resolvi adicionar mais uma coluna para reajustar o valor do milhão de acordo com a inflação.

Estimei uma inflação média de 6,5% a.a. desde 2013 e uma taxa de juros nominal de 10% a.a.

A tabela é essa aí:

tabelaprojecaomilhao

Lembrando que os valores passados refletem a realidade (em 2013 meu patrimônio realmente era de R$ 52k, por exemplo).

Usando como base o valor de R$ 1 mi em 2013, podemos chegar a algumas conclusões (e considerações).

Considerações

Há uma discrepância proposital de aportes no ano de 2017 e 2018 em relação ao todo. Se todos os meus planos se concretizarem ficarei feliz em reduzir a mais da metade meu poder de aporte, mas isso são cenas para o próximo capítulo.

Mesmo considerando que meu salário irá aumentar mantive o aporte em R$ 5k. Ainda é uma estimativa otimista, pois estou chegando em uma fase da vida na qual quero casar, ter filhos, comprar um apartamento, fazer viagens sem ter que dormir em albergues (nada contra, adoro isso e já fiz várias vezes) para economizar $20/noite e coisas afins.

Quanto eu tiver R$ 1 mi nominalmente eu terei alcançado “apenas” 50% da minha meta inicial, traçada em 2013.

Demorarei mais 8 anos para finalmente ter R$ 1 milhão de reais em valores de 2013! Quase o mesmo tempo que estimei (11 anos) para conseguir este valor nominalmente.

A tabela não mostra, porém, projetando esse valor para o restante da minha vida e mantendo o mesmo poder de aporte, meu potencial é ter R$ 200 milhões nominalmente e “apenas” R$ 40 milhões de 2013.

Com certeza absoluta muita coisa vai mudar até lá e acredito fortemente que uma delas será a troca de moedas. Desde a independência, em 1822, o Brasil já teve NOVE moedas. Fazendo uma conta de padaria: daquela época até hoje a duração média de uma moeda corrente no Brasil foi de 21,4 anos. Abre o olho, REAL!

Conclusão

A conclusão final a que cheguei foi a seguinte: não dá pra viver apenas do meu salário!

Como eu imagino meu Projeto Digital funcionando...

Como eu imagino meu Projeto Digital funcionando…

Preciso fazer com que meu projeto digital decole de vez, nem que seja para duplicar meu poder de aporte e conseguir alcançar minhas metas com mais rapidez.

E vocês, fazendo um projeção, quando alcançarão seu primeiro milhão de reais “reais”?

[Total: 0    Média: 0/5]
Compartilhe!

Meu 1° Milhão

O site "Meu 1° Milhão" mostra a caminhada rumo ao primeiro milhão de reais, através de disciplina, trabalho, economia e juros compostos. Acompanhe essa trajetória!

8 comentários em “1 milhão em 2024 ou 2032?

  • novembro 18, 2016 em 8:52 am
    Permalink

    Se vc depender das minhas projeções antigas já estava milionário, kkk

    Resposta
    • novembro 18, 2016 em 9:31 am
      Permalink

      Fiquei curioso, Uó!

      Compartilha com a gente aí essas projeções!

      Resposta
  • março 4, 2017 em 9:26 pm
    Permalink

    Gostei muito do site! Faça mais posts falando do seu cotidiano, assim a gente conhece um pouquinho mais do autor hahah.Ta namorando e pensando em casar acertei?

    P.S.Libera os comentarios para anonimos, assim mais gente vai comentar. Abraço!

    Resposta
    • março 5, 2017 em 10:41 pm
      Permalink

      Opa! Obrigado pela visita!

      Os comentarios para anonimos estao liberados!

      Abracos, M1M

      Resposta
  • maio 1, 2017 em 4:00 pm
    Permalink

    Olá 1kk,

    tenho uma curiosidade. Muitas pessoas fantasiam em possuir 1kk, me incluo nesse time.
    Creio que você também, a julgar pelo nome do seu site. Todos querem esse quantia para pode viver de renda, ou seja, seria tipo uma aposentadoria.

    Me responda, o que fazer quando alcançar esse montante (1kk ou +)?
    De que forma investi-lo para que mensalmente a pessoa possa resgatar os juros no fim do mês para pagar as contas? (eu sei q n podemos retirar todo rendimento pq…bláblábláblá).

    Poupança mesmo?
    FIIs?
    CDB?

    enfim…gostaria de uma opinião de quem sabe mais do que eu, já que sou iniciante no mundo dos investimentos.

    Grato
    JR

    Resposta
    • maio 2, 2017 em 10:58 am
      Permalink

      Olá JR!

      Obrigado pela visita!

      Após alcançar 1kk (real) penso que irei continuar investindo da mesma maneira… o que farei de diferente é PARAR DE APORTAR. Vou aproveitar mais a vida e deixar que os juros compostos façam sua mágica.

      Quando finalmente aposentar, irei investir em ativos que geram renda mensal e/ou semestral (TD, por exemplo) ou fazer uma escalada de títulos de renda fixa (1 ano para todos com vencimentos mensais) e retirar o rendimento e reinvestir o principal (contabilizando a inflação OU não – depende de como minha vida vai estar). Pretendo também continuar a lançar opções (esse mês, por exemplo, tive renda passiva de 1,5k apenas com ações/opções).

      Não pretendo levar uma fortuna pro caixão e só deixarei o essencial para meus herdeiros (educação de qualidade e uma moradia, a princípio). Obviamente não vou gastar tudo em pouco tempo, mas tentarei viver a velhice com conforto e qualidade de vida.

      Lembre-se que no longo prazo todos estaremos mortos! Então essa questão de NÃO retirar todo o rendimento no fim da vida só vai fazer com que vc seja o defunto mais rico do cemitério rs.

      Abraços!

      Resposta
    • maio 10, 2017 em 3:14 pm
      Permalink

      Uso a Calculadora do Cidadão.

      Porém, conforme falei, essa estimativa foi feita em 2013… E na época era o que eu achava que ia acontecer.

      Tenho que refazer os cálculos e comparar minha estimativa com a realidade.

      Outra coisa, eu utilizo como referência de 2016 as datas dez/2013-dez/2016, o que deu:

      Resultado da Correção pelo IPC-A (IBGE)

      Dados básicos da correção pelo IPC-A (IBGE)
      Dados informados
      Data inicial 12/2013
      Data final 12/2016
      Valor nominal R$ 1.000.000,00 ( REAL )
      Dados calculados
      Índice de correção no período 1,2632173
      Valor percentual correspondente 26,3217300 %
      Valor corrigido na data final R$ 1.263.217,30 ( REAL )

      26,32% (e eu havia estimado 21%).

      Enfim, ano que vem vou refazer a planilha comparando o real (até a presente data) com minha estimativa.

      Abrcs!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar
Esconder